É tarde eu já vou indo...

A porta estará sempre aberta. Caberá a você ousar entrar, espiar, invadir e decidir descobrir o que tem do lado de dentro.
Não posso ser responsável pelas suas impressões, elas serão simplesmente suas.

sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Miragem


Foto: alicepguimaraes
Lagoa da Conceição - Florianópolis/SC/2007


Espelho d’água, com suas garças mecânicas, postadas, rijas, pescoços eretos, postas uma após outra, em risca de partida. Aprumam seus mastros na espera da hora de entalhar teu aço.
Horizonte norteado por montes, aqui, acolá. Recobertos do tão etéreo verde meio ao urbano.
Não fossem os gigantes blocos acinzentados que mareiam a leste, serias tu, espelho d’água, a mais perfeita miragem meio a essa imensidão.
Espelho d’água trincado pelo ronco que interrompe o silêncio, filetando tuas águas em busca do mar mais profundo, que se estende de ti mundo afora.
Ao oeste invade-te o pequeno píer, encontro dos pássaros, onde solidário me curvo a tua grandeza.
Deixo-me ouvir nos sons dessa manhã de sol morno, vento fraco.
Conversa da natureza que beija o chão, adorna o céu; multiplica a vida.
Aqui, quieto, me calo. Em ti me refaço. Como cá estou sentado à beira do meu Balneário.

Floripa/SC - 2007

Um comentário:

Léo... disse...

comentei o anterior mas agora li esse e achei excelente,
tenho que comentar tb,
nossa esse texto é lindo, ele toca mesmo,
de verdade,
soh elogios....bjos